sábado, 8 de dezembro de 2012

Resolução da atividade (recuperação) I: A colonização portuguesa na América – 7º ano



1.     Sobre as primeiras formas de exploração portuguesa na América, responda: Por que os portugueses não demonstraram interesse imediato pelas terras brasileiras?
À época do descobrimento e nos primeiros tempos, Portugal estava mantendo relações comerciais com o Oriente, o que trazia grandes lucros. Além disso, o fato de não ter encontrado os metais cobiçados, como ouro e prata, foi fator preponderante para o desinteresse registrado, justificando a falta de disposição para transferir recursos, homens e navios para a América.

2.     Qual o primeiro produto a despertar o interesse e ser explorado pelos portugueses?
O produto que despertou maior interesse nos portugueses foi o pau-brasil, visto que a madeira dessa árvore, de cor avermelhada, era usada na Europa para a extração de uma tintura para tingir tecidos e tinha um alto valor comercial.

3.     Que mão-de-obra era utilizada para a sua exploração?
Mão-de-obra indígena.

4.     O que significa escambo?
O escambo é um tipo de comércio baseado em trocas. Desde que aqui chegaram (Brasil), os portugueses precisaram da ajuda dos indígenas para explorar o pau-brasil e para conseguir a utilização deles, começaram a realizar esse tipo de comércio. Os indígenas cortavam, transportavam e armazenavam as toras de pau-brasil nas feitorias, deixando-as prontas para serem embarcadas nos navios. Em troca, eles recebiam objetos e ferramentas que não conheciam, como facas, foices e machados.

5.     Apesar de terem chegado às terras brasileiras em 1500, somente a partir de 1530 é que o Estado português decidiu iniciar a colonização do Brasil. Por que Portugal decidiu ocupar o Brasil?
Além da queda do comércio com o Oriente, as riquezas naturais nas terras dos indígenas despertou interesse em outros europeus, que passaram a frequentar a costa brasileira para explorar principalmente o pau-brasil. Para tentar garantir a posse das terras brasileiras, os portugueses então deram início à colonização do território.

6.     Qual a importância da expedição de Martin Afonso de Sousa para a História do Brasil?
A expedição comandada por Martin Afonso de Souza foi enviada pelo governo português para efetivar a colonização do território e fazê-lo gerar riquezas, em 1532. Trata-se da primeira expedição colonizadora – ao chegar Martin Afonso fundou a primeira vila brasileira, São Vicente, e o governo português começou a implantar no Brasil o sistema de capitanias hereditárias, em 1534.

7.     O que eram as Capitanias Hereditárias?
As capitanias hereditárias eram grandes lotes de terras que foram doados a portugueses de posses para que os mesmos, chamados donatários, promovesse a colonização e tornasse a capitania doada em terras produtivas.

8.     Qual a vantagem do sistema de capitanias hereditárias para o rei?
Cada donatário era responsável por promover a colonização e tornar a Capitania produtiva, o que significa dizer que Portugal delegava a ele (donatário) os gastos para isso.

9.     O sistema de Capitanias Hereditárias deu certo no Brasil? Explique.
O sistema de capitanias hereditárias não alcançou, do ponto-de-vista econômico, o sucesso esperado pelos donatários. Vários foram os motivos para que isso ocorresse: a falta de dinheiro dos donatários, a falta de pessoas para trabalhar na lavoura, o constante ataque das tribos indígenas (revoltadas contra a escravidão que o colonizador queria impor), dificuldade de comunicação entre as capitanias e Portugal (decorrente da enorme distância e dos péssimos meios de transporte).

10.  Quais foram as capitanias bem-sucedidas? Que produto se destacou neste período? Qual a mão-de-obra mais utilizada no cultivo deste produto e por quê?
As capitanias que conseguiram relativa prosperidade foram as de São Vicente e Pernambuco, rendendo lucros com a lavoura canavieira. A mão-de-obra mais utilizada era a escrava africana.

PS: Para trabalhar na produção do açúcar, os colonos escravizaram milhares de indígenas. A maioria deles, no entanto, nunca aceitou essa situação. Preocupados, os donatários solicitaram a ajuda do rei de Portugal. Com o aumento da produção de açúcar, tornou-se necessário o trabalho de um número cada vez maior de pessoas. Assim, passaram a trazer pessoas da África para trabalhar como escravas no Brasil. Foram vários os motivos que levaram os portugueses a optar por escravizar africanos em vez de indígenas: 1) Os nativos da América não tinham resistência imunológica a muitas das doenças trazidas pelos europeus, e, por isso, a mortalidade era alta entre os indígenas escravizados; 2) Os indígenas fugiam com mais facilidade do cativeiro, pois conheciam muito bem o território; 3) A escravização dos indígenas não dava lucros à Coroa portuguesa e era condenada pela Igreja Católica; 4) O tráfico de escravos da África para o Brasil, no decorrer do tempo, tornou-se uma atividade muito lucrativa, tanto para os traficantes de escravos quanto para a Coroa portuguesa.

11.  Por que a Coroa portuguesa resolveu instituir o governo-geral na América?
O Governo-geral foi implantado em 1549 devido às dificuldades enfrentadas pelos donatários nas capitanias. Tornou-se necessário aumentar a presença portuguesa na Colônia e promover um maior controle sobre ela.

12.  Quem foi o primeiro governador-geral?
Tomé de Souza.

13.  A criação do governo-geral significou a extinção do sistema de capitanias?
A implantação do Governo-geral tinha como finalidade “dar favor e ajuda” aos donatários e centralizar administrativamente a organização da Colônia. Assim, esta medida não implicou a extinção das capitanias hereditárias e até mesmo outras foram implantadas.

Um comentário: